Deixar de Investir no Time Estratégico é Pura Falta de Estratégia

Deixar de Investir no Time Estratégico é Pura Falta de Estratégia

estratégia

Sabemos que o momento do país (e do mundo, por que não?) não é dos melhores. E esse papo de “instabilidade e incertezas” é velho. Mas, se pararmos para observar os nossos governantes, se analisarmos por outro prisma (que não a política, a moral ou e legalidade), temos clareza de que há uma grande falta de estratégia.

Se nossos governantes não conseguem executar uma estratégia clara e definida, será que nós estamos conseguindo? Será que nossas empresas estão pensando nisso?

DADOS ALARMANTES E FALTA DE MATURIDADE

Um estudo, realizado pela 5A Company, com 120 empresas de médio e grande porte das regiões Sul e Sudeste, mostra que, embora 96% dos gestores afirmem que planejamento estratégico é muito importante para o sucesso de um negócio,

61% das empresas não trabalham orientadas por um Planejamento Estratégico.

Ou seja, o camarada acredita que o PE (Planejamento Estratégico) é muito importante para o sucesso de um negócio e a empresa não despende esforços realmente relevantes pra isso (?). Ou temos que rever o conceito da palavra “sucesso” ou teremos um problema.

FALTA DE PREPARO (BÁSICO)

Muitas organizações apontam que suas Lideranças não são integradas, como se houvesse “sub-empresas dentro de uma mesma empresa”. Apontam cenários dos mais variados possíveis e, após uma chuva de perguntas, o final da conversa é quase sempre o mesmo:

  1. Nossos líderes/gestores não se comunicam bem
  2. Os Gestores parecem que estão competindo entre si
  3. A estratégia não é clara aos Gestores
  4. Não temos um Plano Estratégico Claro

E pior: muitas das vezes estamos falando de Gestores, de cargos com altíssimas responsabilidades (e altíssimos salários também, claro). Estamos falando de gente que, teoricamente, deveria estar muito mais bem preparada (até para lidar com as “incertezas e instabilidades” do sistema). Então, se são os Gestores os responsáveis por construir e pôr em prática, com seus times, todas as ações que vão corroborar com a Estratégia Macro da empresa, por que ainda existe esta dificuldade em lidar com pessoas, em se comunicar etc?

UMA BELA CONFUSÃO DOS PAPÉIS

O que um Diretor Engenheiro mais precisa entender para que seu time atinja resultados? Das peças que vão no motor? Da densidade do aço? Do tipo de plástico? Não! Para isso existem os técnicos, analistas, assistentes, estagiários e todos os demais cargos que o mundo corporativo tem.

O QUE ESTE CARA MAIS PRECISA É SABER “DIRIGIR PESSOAS”, LIDERÁ-LAS, COMUNICAR-SE COM ELAS. 

O que ele mais precisa é saber como fazer com que o time “toque a sinfonia” para que as ações daquele Planejamento Estratégico (que tomou semanas ou meses, que demandou investimento de consultores etc) sejam executadas. Se sua organização acha que isso é óbvio, simples e inerente à função, acredito que sua organização – por saber que é óbvio – investe! Ou não?

Aqui vale a máxima e velha:

“O Maestro é o único músico que não toca nenhum instrumento, embora saiba tocar todos.”

DE QUEM É A RESPONSABILIDADE?

Bom, fato é que as Lideranças (os Gestores) são o coração pulsante de qualquer organização para que seus Objetivos Estratégicos sejam alcançados. Portanto, permitir que times continuem atuando dessintonizados, é regar a cultura do individualismo, da competição desmedida, sem falar de muitos outros velhos costumes que hoje nem são mais admissíveis.

A responsabilidade por fazer o Planejamento Estratégico ser executado não é do Consultor. É dos Gestores!

Então vamos lá… Deixar de investir no Time Estratégico é pura falta de estratégia, meu camarada!

Ramon Martins
Gestor da Effecta Coaching

Fale conosco e descubra como deixar a falta de estratégia no passado:

Entre em contato:

Facebook Effecta Coaching
@effectacoaching
[email protected]