Programação Neurolinguística: uma ferramenta poderosa que  pode fazer a diferença na sua organização

Programação Neurolinguística: uma ferramenta poderosa que pode fazer a diferença na sua organização

No próximo dia 28, realizaremos o Módulo 1 da nossa primeira turma de Programação Neurolinguística (PNL). Pra explicar um pouco melhor e preparar os interessados para o que será apresentado, o Executive Coach e Trainer em PNL, Marcos Roberto Vieira, preparou um texto bastante detalhado sobre o treinamento:

Uma das grandes dificuldades das empresas nos dias atuais é a seleção e manutenção de talentos em seus quadros de colaboradores. Estamos sempre ouvindo frases do tipo “buscar o talento no mercado”, “capital humano”, “desenvolvimento de pessoas”. Para seleção de pessoas, nós dispomos de um grande número de ferramentas e diferentes abordagens, como análise criteriosa de currículos, perfis, competências necessárias e outras mais. Essas competências são comuns em empresas que possuem um departamento de Recursos Humanos atuante, bem como para aquelas que terceirizam essa atividade através de empresas especializadas. Selecionamos com qualidade e entregamos esse profissional às áreas de interesse devidamente integrado ao desejo das empresas.

O problema começa quando esse profissional já esta ambientado, conhece seus companheiros, sabe suas funções e trabalha há algum tempo na empresa, que pode ser o período de experiência ou até mesmo alguns anos. As relações ao longo desse tempo podem se tornar difíceis, afinal estamos tratando de pessoas e pessoas sofrem influência de várias formas em suas vidas. E por que essas relações ficam difíceis? Um dos motivos é que, como seres humanos, criamos nossa representação da realidade a partir de nossas experiências no mundo. Recebemos nossas percepções do mundo através de nossos sistemas representacionais e recriamos essa experiência internamente. Assim compomos nossa realidade. É aí que começa o problema. Cada um de nós percebe a realidade de uma maneira muito particular e, quando colocamos diferentes pessoas, com diferentes percepções da realidade juntas dentro da organização, o surgimento de conflitos se torna inevitável. Mas, desse ponto de vista, a realidade é apenas uma interpretação.

Buscando compreender e atuar nesse nível das relações humanas, a Programação Neurolinguística (PNL) se apresenta como uma ferramenta muito útil e capaz de integrar as diferenças que surgem entre as pessoas. Ela foi criada a partir da observação da excelência humana. Diferentes treinadores e pesquisadores têm buscado, ao longo de décadas de estudo, encontrar as razões que levam certas pessoas a obterem seus sucessos onde outras falham. Com isso foram desvendando essas habilidades e as estruturando através de estratégias de Programação Neurolinguística que hoje podem ser replicadas e praticadas por qualquer pessoa ou organização.

Não é incomum a utilização de PNL nas organizações. Todas as vezes que falamos em treinamento de vendas, possivelmente, estaremos tratando de um treinador ensinando a um grupo de pessoas uma determinada estratégia, para que elas obtenham um resultado específico. Essa transmissão de estratégias já de uma pessoa para outra é uma das bases do trabalho da PNL. Porém, a PNL é muito mais abrangente. Com ela, as organizações podem buscar entender e estabelecer os padrões que seus colaboradores estão operando e com isso buscar diferentes meios de melhorar seu desempenho no nível de comportamentos adequados dos colaboradores, capacitando-os através de treinamento nas técnicas, validando suas crenças e valores a respeito de si mesmo e da organização, bem como desenvolvendo sua identidade e o senso de pertencimento a algo maior, no caso, a empresa. Tudo tendo como objetivo comum com a organização a sua visão, missão e valores.

Não basta apenas estar presente na empresa, é preciso compartilhar de sua função de existência, ou seja, como colaborador a pessoa deve sentir-se fazendo parte de algo que possui um propósito. Esses níveis citados são chamados em PNL de Níveis Neurológicos. A utilização deles em diferentes ferramentas busca o alinhamento interno do indivíduo, o que possibilita a melhora de sua percepção da realidade e, assim, do seu desempenho. Meu objetivo aqui não é o de apresentar as ferramentas de PNL e ensiná-los como utilizá-las a partir desse texto, mas sim, apresentar a PNL como um caminho viável de aprendizado da excelência humana, capaz de possibilitar o desenvolvimento pessoal e profissional de todo indivíduo.

Deixe uma resposta