Qual o Propósito da sua Empresa: Como o alinhamento estratégico é importante para definir missão, visão e valores de uma organização

Qual o Propósito da sua Empresa: Como o alinhamento estratégico é importante para definir missão, visão e valores de uma organização

      O que essa imagem diz para você? Ela está na Fanpage da Endeavor, grupo de empreendedores inovadores que sonham grande e tem empresas que transformam os setores em que atuam, gerando novos empregos e aumentando a competitividade do país.  Mas, respondendo a pergunta inicial, essa imagem ilustra o trabalho de alinhamento estratégico envolvendo todas as pessoas chaves de uma organização. Dezenas de empresas, de diferentes tamanhos e segmentos, não têm bem esclarecido qual o propósito de existirem e, consequentemente, do papel de cada um da equipe.

13413604_1326955447317886_5275808315578376405_n

      Por isso, é fundamental fazer uma reflexão desde o início do trabalho para definir a razão de ser o que a empresa é, ou seja, a missão; para saber pelo que se está trabalhando e como quer ser no futuro, que é a visão; e para deixar claro e registrado os seus valores, que assim como na vida são os princípios e as crenças dos quais não se abre mão.

      Essas definições são importantes para determinar a forma de vida dentro da organização, as atitudes e contribuir para as tomadas de decisões. Elas não podem ser apenas algo escrito ou pendurado em uma parede ou site. Devem ser vividas por cada um dentro da empresa, sendo a expressão do que acreditam os donos, os sócios e, assim, disseminadas para todas as pessoas que atuam no grupo. Eles são os embaixadores dessa estratégia, para que a cultura da organização fique explícita e óbvia para todos os stakeholders. São as atitudes, os movimentos e as decisões que determinarão a intensidade com que a estratégia sairá do papel para a veia dos colaboradores.

         Mas como começar? Temos aqui alguns conceitos do design thinking, que promovem uma reflexão colaborativa. Ao longo de cinco anos, já trabalhamos com inúmeras organizações, de diversos tamanhos e segmentos, e o que o percebemos de início era a falta de clareza no propósito. Propósito de cada pessoa chave com a organização e, consequentemente, da própria organização. É preciso responder por que a empresa faz determinado serviço. Se isso não existir, uma concorrência bem determinada ou adversidades do mercado podem fazer o negócio ruir. Para a definição dos valores, elenque todos os princípios que não abre mão. E esses critérios devem valer para todas as pessoas que estão junto a você nessa empreitada, buscando os mesmos objetivos através da mesma missão. São limitações éticas.

     Depois dessa reflexão, escolha a maior prioridade de cada área e avalie se elas são realmente relevantes. Assim, restará apenas o que é mais forte e que representa verdadeiramente a organização. Só depois de saber o porquê da empresa existir e como você atuará, será possível traçar objetivos palpáveis e que te traga retorno. Mas, lembre-se: tudo isso deve estar bem delimitado em um plano de ação. Não adianta responder as perguntas e não tê-las em local visível para que todos da organização as sigam. Você precisa revisita-lo e altera-lo sempre que necessário, pois ter um caminho a seguir e saber onde se está pisando é fundamental que chegar ao seu propósito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.