7 Perguntas para fazer antes de comprar sua formação de Coaching

7 Perguntas para fazer antes de comprar sua formação de Coaching

      Muita gente me pergunta sobre fazer a formação de Coaching, se é bom, se vale a pena… Então vou responder aqui: dependendo da formação, é maravilhoso, é incrível e se você fizer a formação pelos motivos certo é melhor ainda!

    Mas é importante você saber:  você não precisa fazer uma faculdade de psicologia porque precisa de terapia. É isso mesmo. Você não precisa fazer medicina porque precisa de um médico. Você não precisa de uma formação de Coaching para ser um líder melhor, ou melhorar seu desempenho pessoal e/ou profissional.

   Mas vai ajudar! Com certeza, você vai aprender algumas coisas, vai conhecer pessoas interessantes e vai conhecer mais sobre comportamento humano.

Hoje se fala muito em Coaching, e se fala muito em fazer formação. Por que isso?

      Bom, é moda. E como se fala muito, gera curiosidade. É o investimento de marketing de escolas e profissionais, somados às necessidades das pessoas de encontrarem formas de melhorarem quem são e o que fazem. Isso é perfeito!

     Porém, as escolas de Coaching, hoje, algumas é claro, estão trabalhando pelo volume. Afinal, não existe limite de pessoas em sala. Ora, gente, não ter limite de pessoas em uma palestra, onde a ideia é passar uma mensagem sem interação, sem a necessidade que você replique, é muito diferente de quando você tem a intenção de formar profissionais de alto desempenho. Para isso é necessário algum tipo de acompanhamento mais próximo, até para corrigir erros cometidos naturalmente no processo de aprendizagem.

      A falta de pré-requisitos para essa formação dá até medo. Uma atendente chegou a afirmar, por exemplo, que você seria especialista com certificado de MBA, se fizesse a formação completa, mesmo que não tivesse alguma formação no ensino superior.

Estes dois exemplos mostram que não há comprometimento como seu aprendizado, apenas com o seu investimento.

      Vale dizer que existem boas escolas sim. Mas é preciso estar atento para não comprar gato por lebre! Há tanta escola abrindo e até algumas de profissionais com menos experiência que você.

Uma formação de Coaching, hoje, tem um custo menor do que um bom processo de Coaching, com um profissional bem formado, bem preparado, com vasto repertório e experiente. Afinal:

  • A formação é coletiva, chegando, às vezes, a 100 pessoas em sala. O processo é focado em você, nas suas demandas.
  • O processo visa o seu resultado, o seu desempenho. A formação visa o resultado da escola, enquanto empresa.
  • Um bom profissional de coaching investiu muito, mas muito mais do que uma simples e primeira formação para atuar como Coach. Algumas escolas alocam formadores pouco preparados e, às vezes, com até menos background que seus alunos.

      Eu mesma, com 6 anos de experiência, muito dinheiro investido em várias formações e especializações, contrato uma Coach para algumas de minhas demandas. Diante de uma dificuldade, eu não corro para fazer uma nova formação. Eu busco um profissional suficientemente preparado para me auxiliar.

      O que a falta deste tipo de consciência e esse boom no mercado gera? Gera profissionais fracos, sem preparo, sem background, formados em uma fórmula express e superficial, sem um processo sério de avaliação do profissional antes da certificação e, consequentemente, uma grande queima de mercado.

      E pior: os profissionais fracos, assim o são porque não lhes foi apresentada a profundidade da metodologia, nem a tudo o que ela envolve. Ouviram que, “independentemente de  sua formação, seus conhecimentos, sua experiência você pode ser coach.”  

      Está pensando em fazer uma formação? Maravilha! Então responda, para si mesmo, algumas perguntas:

  1. Quais critérios você vai avaliar para escolher sua escola?
  2. Você está procurando a formação para resolver questões pessoais? (este pode não ser o motivo certo)
  3. Você está procurando a formação de Coaching para melhorar a liderança da sua empresa? (este pode não ser um dos motivos certos)
  4. Você está procurando a formação para ter uma profissão de forma rápida e barata? É muito mais barata do que boas formações de profissionais em outras áreas, como faculdade, formações profissionalizantes. (esta, com certeza, não é um dos motivos certos, pois a sua formação  vai demandar muito mais investimento, pelo menos 10 vezes mais)
  5. Você quer conhecer porque ficou curioso? (se está consciente disso, vá em frente)
  6. Você já conhece o assunto, já viu resultados de processo, conhece algum bom Coach e gostou do que viu? (este pode ser um bom e certo motivo).
  7. Você trabalha com RH e acha que tem tudo a ver? (eu acredito que os profissionais de RH deveriam conhecer para saber o que comprar, pois a falta de saber o que é ajuda a contratarem errado).

O que faz um Bom Coach?

  1. Ele conhece a fundo a metodologia.
  2. Entende que a metodologia deriva de várias áreas da ciência, então busca conhecimento nestas e em outras áreas, para contribuir com aceleração dos resultados – seus e de seus clientes.
  3. Está sempre se desenvolvendo e buscando novas ferramentas.
  4. Tem backgroud. Quer dizer, ele é experiente de verdade e conhece de verdade o nicho de Coaching que decide atuar.
  5. Continua estudando se atualizando no nicho que optou por atuar.
  6. Sabe separar Coaching de Terapia, de Consultoria e outros serviços, respeitando e reconhecendo a atuação de cada um, entendendo que existem o momento e os motivos certos para cada coisa.
  7. Não dá resposta, mas as provoca. Provoca seu cliente a sair da famosa zona de conforto e buscar as respostas. Portanto, um bom Coach faz mais perguntas do que afirmações.
  8. Reconhece e informa o cliente quando o Coaching não é a melhor opção para o momento. E, se for bem preparado, ainda sabe indicar qual opção é interessante.
  9. Não vende outros serviços que sabe prestar durante a sessão. Ou seja, atua com ética!

      Você não será um bom Coach de Negócios se não tiver experiência com negócios, e se não tiver ferramentas de negócios e gestão. O fato de você ter emagrecido não te tornará um bom Coach de Emagrecimento, pois sua experiência pode não ser a melhor opção para outras pessoas ter estudado de verdade sobre o assunto (background) pode ser bem útil.

      O fato de você ter uma vida conhecer a metodologia de coaching não faz/fará de você um excelente Coach de vida – o famoso life coach. Muito provavelmente, você será apenas alguém usando ferramentas aleatórias e, possivelmente, gerando problemas para os clientes. Abrindo caixas que não sabe como fechar. Apesar de, infelizmente, muitas escolas te garantirem que sim. Vida + Formação = Life Coach.

      Ainda assim, o mundo precisa muito de bons coaches. E eu fico extremamente feliz de ver este mercado crescendo, as pessoas e empresas buscando por mais desenvolvimento humano. Se você está consciente do que quer (e do que não quer), do que é Caoching e de que existe um caminho maior do que o apresentado – e, ainda assim, ele não está desenhado, mas será desenhado por você, durante a sua jordana; se tudo isso está claro: SE JOGA! Precisamos de bons profissionais. E as pessoas – você – podem ser. E lembre-se que Desenvolvimento Humano não é fast food. Não é fórmula matemática.

      Ah, e se você não quer ser Coach, mas ainda assim quer fazer uma formação, se joga! Escolhas conscientes são sempre certas para o momento!

Bom, minha opinião sobre o assunto agora é pública. E a sua?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.