Sempre questiono: como será quando eu me for, quando eu me despedir dessa vida? Se fosse hoje, eu que passei de fase no vídeo game da vida, passarei a viver na fase mais evoluída, aquela que somente os níveis mais altos de excelência alcançam. Afinal, cada aprendizado é uma fase. Cada tombo é uma fase conquistada ou pelo menos ferramenta para conquistar a próxima fase. Quando eu partir significa que conquistei todas as ferramentas possíveis nesse meu vídeo game, um game que cada um tem uma versão, cada um passa de fase de uma forma. É como se construíssemos nosso game enquanto jogamos.

Se a passagem significa ter vencido o nível mais alto do game, como eu acredito, desejo que assim seja interpretado: uma conquista. A conquista de viver ao lado do chefão, como meu filho chamava o personagem mais poderoso e importante de seus jogos quando era pequeno. A conquista de poder viver no melhor ambiente do jogo. A conquista da verdadeira vitória. A vida plena, onde não existe dor, nem sofrimento, somente amor incondicional.

Quem me conhece sabe que eu considero conquistas evidências de sucessos!  Neste caso, estar com o PAI seria a maior delas. Seria a comprovação de que você foi honroso, fez a diferença nesse mundo, de que pelo menos uma vida foi mais feliz porque você viveu! E como toda evidência de sucesso, merece ser celebrada. A passagem para essa fase, que é o topo do game, deve ser celebrada como todas as outras. No meu caso, com muita alegria, muita positividade, muita fé e a certeza de que o que está por vir é sempre muito melhor!

É assim que eu gostaria que as pessoas que me amam vissem a minha passagem. Eu sei que todos sentimos saudades dos entes queridos que conquistam essa vitória, que todos sofremos com a despedida, e não poderia ser diferente. Mas também sabemos que a dor é por nós mesmos e pelos outros que ficam, e que tenhamos todos consciência disso. Peço que Deus nos conforte o coração. Que  essa dor seja apenas o suficiente para que todos possam retomar seu próprio game com alegria e a certeza de que o que está por vir é ainda melhor! Mesmo sabendo que quem se foi deixa marcas que sempre serão lembradas com amor no coração.

Quando eu me for, quero ter certeza que inspirei pessoas, que tive muita fé, muito amor incondicional, muita determinação e força de vontade. Que todos se lembrem de suspender todo tipo de julgamento, de dar o melhor de si em tudo que fizerem, de valorizar as diferenças, de honrar e respeitar o passado e transformar tudo em um lindo presente e um futuro incrível. Que todos tenham tomado posse do poder que existe em cada um de nós para transformar o mundo em amor!

Em homenagem a Carlita Manfredini.

Deixe uma resposta