O Valor da Intuição – 5 Dicas Para Insights Poderosos

O Valor da Intuição – 5 Dicas Para Insights Poderosos

     Há algum tempo o professor Luiz Marins descreveu o que ele chamou de 10 dicas para viver com entusiasmo e uma dessas dicas era: valorize suas ideias e intuição. Em outras palavras, essa dica diz respeito a ouvir atentamente nossa voz interior. Pelo menos foi dessa forma que eu entendi.

   Muitas pessoas talvez afirmarão que essa voz interior não existe. Ou dirão que essa voz interior nunca fala com elas. Talvez até dirão que não ouvem voz alguma e até que ficariam preocupados em saber que repentinamente podem começar a ouvir vozes.

  Na realidade, ouvir a voz interior não diz respeito a “ouvir vozes” literalmente. A dica do professor Marins está relacionada diretamente à intuição, aos insights, àquela sensação que todas as pessoas têm sobre um determinado assunto, objeto ou até mesmo sobre uma pessoa. Algumas pessoas chamam essa sensação de sexto sentido, mas o fato é que todos têm esse dom. Sim, todos têm. E sim, é um dom.

  Um dos nossos maiores desafios é perceber a voz interior. Essa voz surge muitas vezes sob a forma de um pensamento ou uma imagem que parece brotar do nada. Isso é um insight. Aliás, importante dizer que “insight” é uma palavra do idioma inglês que significa literalmente “visão para dentro”. Para dentro de nós mesmos. Usamos essa palavra livremente no nosso idioma para nos referirmos a um estado de clareza ou iluminação que subitamente aparece sobre um determinado assunto.

 Nesse momento surgem a dúvida e a incredulidade, sobretudo para quem nunca experimentou um insight ou quem nunca teve uma intuição. Nesse caso, digo que o ponto principal não está em ter tido ou não ter tido um insight, mas sim em tê-lo percebido quando aconteceu. É fundamental então a percepção, a habilidade de notarmos a ocorrência dos insights porque eles podem surgir a qualquer hora, em qualquer lugar. E se não notarmos e anotarmos, a mensagem poderá se perder.

  O que esses insights nos trazem? Podem nos trazer ideias para novos produtos ou serviços, diferentes perspectivas sobre determinados assuntos, a clareza que faltava para tomar uma decisão, etc. E assim a pergunta que não quer calar é: quem nunca teve uma experiência dessas? Pois esses são os insights.

  Além de ser um importante fator para se viver com entusiasmo, podemos até arriscar a dizer que o insight é um fator de sucesso e realização pessoal e profissional, desde que, claro, ouçamos essa voz interior e façamos algo com a informação que acabamos de receber. Sim, pois ideias e intuições sem ações poderosas terão pouca utilidade. Como já dizia Thomas Edison, que ficou célebre pela invenção da lâmpada elétrica, “o sucesso tem 1% de inspiração e 99% de transpiração”. Difícil afirmar se a proporção é exatamente essa, mas penso que o que importa é o conteúdo dessa mensagem.

  Seria cômodo dizer que é fácil ter insights. Sim, pois basta apenas reparar e estar atento a eles. Assim como seria fácil dizer que todos têm insights, intuição ou sexto sentido. A questão é: como desenvolver ou acessar mais facilmente essa voz interior? Para isso, listamos abaixo cinco passos para desenvolver insights poderosos:

1.Cale o barulho a sua volta: às vezes falamos demais e não damos espaço para ouvir os outros ou não queremos ouvir os outros. Às vezes fazemos muito barulho ou estamos em lugares com muito barulho. Além de inibir as manifestações das pessoas ou do ambiente à nossa volta, o excesso de ruído funciona como uma barreira à percepção dos insights. Pode tornar essa ação tão difícil quanto querer ouvir um sussurro na multidão;

2.Esteja sempre atento: perceba o que está a sua volta, pois o ambiente e as pessoas ao nosso redor estão constantemente nos enviando mensagens;

3.Anote: registre todas as ideias e pensamentos que lhe ocorrerem. Para isso, tenha sempre à mão um bloco e uma caneta, pois insights não escolhem hora e lugar para aparecerem. Pode ser que você esteja no carro, no escritório, na cama, no chuveiro, etc…

4.Releia o que foi anotado: o que você anotou talvez não faça sentido naquele momento, mas certamente depois de um tempo irá fazer sentido à medida que você “ligar os pontos” e associar suas anotações com outros insights ou observações que você fez anteriormente;

5.Defina ações: insights não vêm à toa, e isso é certo. E a intuição por si só não resolve problema algum. É como querer matar a fome somente lendo o cardápio. Então o único jeito é arregaçar as mangas e transformar a intuição em ação. Só assim os insights serão poderosos.

  Talvez nesse exato momento, ao terminar de ler esse texto ou mesmo durante a sua leitura, você tenha tido alguns insights. Então vale a pena começar a praticar os passos descritos acima.

Deixe uma resposta